A taxa de câmbio é relação de uma moeda de um determinado País com outra moeda de outro determinado País. Por exemplo, o Real em relação ao Dólar. Ou, em outras palavras, é quanto realmente vale uma dada moeda.

Por exemplo, se vou viajar para os Estados Unidos, quantos reais vou precisar desembolsar, para trocar por um dólar. Essa relação de moedas entre países, é o que chamamos de taxa de câmbio.

Falar de taxa de câmbio é muito mais do que apenas realizar a conversão monetária e está totalmente atrelada a situação econômica de cada país bem como a valorização do dinheiro.

Podemos dizer em simples palavras, que temos hoje a taxa de câmbio fixa, a taxa de câmbio flutuante e a taxa atrelada.

A taxa de câmbio fixa é quando o governo interfere no mercado câmbio de modo a tentar fixar o valor da moeda estrangeira, que é quase sempre o dólar.

Já na taxa de câmbio flutuante, o governo não tem interferência, o que faz com que essa taxa ora suba, ora desça constantemente, já que o que determina o valor é justamente a lei da oferta e da procura.

Já a taxa de câmbio atrelada, chamada de Banda Cambial, há a influência do governo, mas também há a variação da taxa de acordo com a lei da oferta e da procura. No entanto, o governo apenas influência colocando um limite máximo e mínimo para essa variação.

Essas são apenas algumas informações sobre a taxa de câmbio, para explicar que o cálculo vai muito além de conversão de moedas e troca.

Para calcular a taxa de câmbio, deve-se avaliar o custo do dólar de turismo. Analise quanto está o custo do dólar e multiplique pelo valor em Reais. Por exemplo: Vou viajar é preciso levar 1000 dólares na viagem. Quantos reais vou precisar trocar?

Primeiro passo é avaliar quanto está custando o dólar. Tomando por base a cotação de R$3,74, basta multiplicar 1000 por 3,74.

Resultado: Para levar 1000 dólares, serão necessários 3.740 reais.

Espero ter conseguido esclarecer um pouco sobre a taxa de câmbio. Até a próxima.