Últimas dos Bastidores
28 November 2014
sob medida

Opinião: O programa “Sob Medida” de Daniela Albuquerque

Por James Akel
(jamesakel.zip.net))

O novo programa “Sob Medida” da RedeTV foi feito sob medida pra Daniela Albuquerque. Mas está longe de ser um programa pra tv aberta.

E até pra tv a cabo tem um problema de estrutura.

Ele desconhece o princípio básico de tv que é o contato com quem está em frente da tela. Até os programas deste tipo em tv a cabo tem em off um locutor que explica as coisas. Mas o “Sob Medida” da RedeTV nada tem a ver com programa de tv.

Lembrou-me muito os filmes de cinema francês que mostram grupos de amigos em passeios e aventuras.
E sempre conversando entre si e jamais se preocupando com a câmera.

O ineditismo deste programa está no formato.
Os programas já existentes no mercado, ou são específicos de moda ou de decoração.
E este tem tanto decoração quanto moda.

Se o programa foi criado para que Daniela Albuquerque fosse apresentadora, houve um equívoco pois ela nada apresenta.
Ela desconsidera a câmera e a dona de casa que com certeza preferiu a Praça é Nossa.
Daniela comete o mesmo erro de quando apresentava o Manhã Maior.
Fica falando com quem está ao seu lado e foge da cãmera.
Desta vez está mais arredia à cãmera.
Passa a ideia de que ela tem timidez e ao invés de se soltar na frente das cãmeras ela se tranca em si mesma.

Quanto aos participantes, parecem que estão numa disputa de vaidades entre si e um quer mostrar ao outro que sabe mais do seu assunto.
O povo pra eles é desconsiderado.
Eles demonstram se acharem excelentes em suas atividades.
Mas não sabem explicar de verdade sobre o assunto.
Não foram feitos pra fazer tv.

Um erro grosseiro não poderia ter passado pela edição do programa.
Um dos participantes falou em inglês um palavrão de filme pornográfico.
Um programa de tv sobre moda e decoração, apresentado pela esposa do dono da RedeTV, jamais poderia ter um palavrão destes falado ao lado de uma mulher.
É uma agressão à dona de casa que sabe um pouco de inglês.
Quem está vendo programa supostamente de moda e decoração não imagina que vai ter tal atrevimento.

Um programa de tv vale pelo seu conteúdo geral e um detalhe ou outro que possa ter sido bom não resolve.
O princípio do formato, de moda e decoração num mesmo programa, é valido.
Mas os participantes não pdoem estar em coreografia de balada.
E quem quer que seja a apresentadora não pode desconsiderar a dona de casa que está vendo o programa.
Quem não aprendeu ainda a falar com a câmera e com a dona de casa, não pode apresentar.
Quem passa a ideia de ter medo da câmera não pode apresentar programa.
Ter diploma disto ou daquilo não faz ninguém apto a o que quer que seja.
Televisão não é diploma e sim talento de comunicação.

A famosa apresentadora de tv americana, Opra Winfrey, começou sua carreira com medo das câmeras, com complexos inerentes à sua criação e com uma timidez abundante.
E superou tudo isto passando a ser a maior apresentadora de tv americana.
Ela foi buscar dentro dela o seu talento e nisto ela se revelou.
Raul Gil foi reprovado 17 vezes em concurso de calouros e hoje é um dos grandes apresentadores que conhecemos.
Ana Maria Braga era uma discretíssima apresentadora da TV Tupi, sumiu das telas e tempos depois surge e tem um sucesso absoluto.

Cabe à Daniela Albuquerque descobrir seu eu interior e trabalhar sobre ele.
Se ela deseja ser apresentadora de tv, precisa começar a entender o que é tv.
Entender o que é tv aberta e quem está na frente da tela em casa.
Precisa perder o medo da câmera.
Precisa saber falar com a dona de casa como se estivesse explicando o programa para sua mãe e não pra sua amiguinha de escola.
Precisa ter intimidade de verdade com a câmera.

O dono da RedeTV deveria entender que o programa Sob Medida deveria inspirar um marco de mudança de perfil de sua emissora.

Toda RedeTV deveria ser reformulada, recriada, para que seja sob medida pra dona de casa e pras famílias.

Não importa que seja preciso ter mais um sócio pra poder remontar a emissora e manter a emissora no ar com boa programação.

A vaidade de ser sócio majoritário não deve impedir entrada de novos capitais que possam recriar a RedeTV e que a emissora ocupe seu lugar de programação competitiva e lucrativa.

Aí então a emissora poderia ter o verdadeiro slogan de RedeTV, Uma Emissora Sob Medida Pra Você.