Últimas dos Bastidores
24 July 2014
saramandaia_personagens_2

Gente que bota formiga pelo nariz?! “Saramandaia” tem essa e outras!

Bem-vindo à cidade em Bole-Bole! Um lugar onde o que pode parecer estranho em qualquer outra parte do planeta é perfeitamente normal. Está duvidando?

Então, o que você diria de um homem poderosíssimo chamado Zico Rosado (José Mayer) que coloca formigas pelo nariz quando se irrita? E do Seu Cazuza (Marcos Palmeira) que, de tão nervoso, não consegue evitar que seu coração saia boca afora? Ah, tem também a Marcina (Chandelly Braz), sua filha. Essa aí, minha gente, pega fogo toda vez que pensa em safadezas com o namorado, o João Gibão (Sérgio Guizé)! Um cara cheio de mistério, que esconde uma corcunda embaixo do gibão, que ele não tira de jeito nenhum. Daí o apelido. Sem falar naDona Redonda (Vera Holtz), que quase promove um terremoto ao seu redor por onde passa graças aos seus duzentos e muitos quilos. Por fim, tem o Aristóbulo (Gabriel Braga Nunes) que se transforma em lobisomem toda noite de quinta-feira!

Se você ainda está pensando que tudo isso só acontece na imaginação das pessoas da cidade, é porque talvez sua ficha ainda não tenha caído. Em Bole-Bole, há espaço para isso e muito mais!

Risoleta, na pele de Debora Bloch, e suas meninas vão movimentar Bole-bole  (Foto: TV Globo/Saramandaia)
Risoleta, na pele de Debora Bloch, e suas meninas vão movimentar Bole-Bole (Foto: TV Globo/Saramandaia)

 

Bole-Bole é repleta de pessoas diferentes e cheias de segredos. Mas também não temos como deixar de mencionar aqueles que se consideram absolutamente normais e fazem de tudo para evitar que os estranhos tenham uma vida tranquila. Ah, um conselho: não se assuste se ouvir palavras que você nunca viu nos livros. O dicionário bolebolense também é único! Está batendo uma curiosidade sobre quem são os seres que habitam nesse lugar, não está? Calma, a gente vai te ajudar.

Você já sabe o nome da cidade. Aliás, Bole-Bole está prestes a ter outra alcunha, graças à visão do enigmático Gibão. Ele sonhou que o lugar passaria a se chamar Saramandaia. Claro que os tradicionalistas ficaram irritados e se colocaram em pé de guerra com aqueles a favor da mudança, os saramandistas. Isso vai dar muito pano para manga ao longo dessa história!

Esses dois têm muita coisa para acertar (Foto: TV Globo/Saramandaia)
Esses dois têm muita coisa para acertar (Foto: TV Globo/Saramandaia)

 

De um lado temos os tradicionalistas, representados por Zico Rosado e seu clã; Cazuza e sua mulher Aparadeira (Ana Beatriz Nogueira), Dona Redonda e Encolheu (Matheus Nachtergaele) e o pessoal da banda Filarmônica Bolebolense, liderada por Cursino (Andre Abujamra).

Do outro lado, está a galera pró-Saramandaia. A turma é liderada pelos mais jovens, os de cabeça aberta e sedentos por mudança. Zélia (Leandra Leal) e Pedro (André Bankoff), filhos de Vitória Vilar (Lilia Cabral), ao lado de Gibão, são os generais da trupe. Bia (Thais Melchior) e Marcina, para desgosto das respectivas mães Redonda e Aparadeira, dão o maior apoio aos namorados no movimento Saramandaia já! Bia é namorada de Pedro e Marcina arde, literalmente, por Gibão. Mestre Totó (Zéu Britto) é o chefe da Lira Euterpiana.

Não fosse suficiente a briga política, ainda há uma rixa ferrenha entre as famílias Rosado e Vilar. Essa história de ódio atravessou gerações. Tibério (Tarcísio Meira), pai de Vitória, vivia em guerra com a família de Candinha (Fernanda Montenegro), mãe de Zico. E hoje, Zélia e Pedro herdaram toda a raiva de seus antepassados, personificando esse sentimento na figura de Zico. O usineiro, por sua vez, não perdoa um saramandista sequer que ouse cruzar seu caminho.

Só tem um detalhe: amor e ódio vivem ali, juntinhos, né? Zélia e Pedro nem sonham que Vitória e Zico viveram um grande amor na juventude, assim como Tibério e Candinha muitos anos atrás. Esse sentimento é tão forte, mas tão forte, que nem todos os anos que Vitória passou longe de Bole-bole conseguiram apagar essa chama. E é justamente quando a empresária retorna a sua cidade natal que tudo volta à tona, e a confusão fica armada!

Saramandaia, de autoria de Ricardo Linhares, é livremente inspirada na obra original de Dias Gomes, com direção de núcleo de Denise Saraceni e direção geral de Denise Saraceni e de Fabrício Mamberti. A estreia acontece na segunda feira, dia 24 de junho, logo após Amor à Vida.