marcello

Discurso do Bial: A eliminação de Marcello

No oitavo Paredão do “Big Brother Brasil 13″, o apresentador Pedro Bial citou estatísticas que não têm base matemática: “Uma coisa é certa: quem se inscreveu no BBB13, disputou cada vaga com 17 mil adversários. Quer dizer, cada um de vocês tinha 0,00005% de chances de entrar aí, ou na Casa de Vidro. Na casa de vidro, as chances de entrar no BBB aumentavam muito: mais de 33%… Kamilla e Marcello saíram da casa de vidro pra cá. Fani vivia numa casa de vidro particular havia seis anos, desde a eliminação do BBB7″.

Confira o discurso completo:

“Atenção: nem todas as estatísticas citadas no discurso a seguir têm base matemática. Todas são, porém, rigorosamente verdadeiras e precisas. Uma coisa é certa: quem se inscreveu no BBB13, disputou cada vaga com 17 mil adversários. Quer dizer, cada um de vocês tinha 0,00005% de chances de entrar aí, ou na Casa de Vidro. Na casa de vidro, as chances de entrar no BBB aumentavam muito: mais de 33%… Kamilla e Marcello saíram da casa de vidro pra cá. Fani vivia numa casa de vidro particular havia seis anos, desde a eliminação do BBB7.

Fani conseguiu voltar, sonhando em ter 6,25% de chances de ficar milionária. Aí dentro, a criatura tem 37,2% de dar um beijo de língua; 99% por cento de chances de ganhar um selinho; 89% de chances de brigar; 100%, se contar DR como briga; 4,75% de chances de encontrar o amor verdadeiro; 1,7% de estar diante do amor e não reconhecê-lo; 99,9% de chances de chorar; 80% de chances de chorar de tristeza; 90% de chances de chorar de medo; 100% de chorar sem saber porquê; 200% de chances de ter um momento luminoso de alegria; 100% de vocês não conseguem esquecer algo que perderam no passado; e 50% lembram dessa perda todos os dias, mas tocam pra frente…

Mesmo porque, saindo daí, vocês terão 50% por cento de chances de ser feliz. Dos tristes, 90% vão fingir alegria, pelo menos três vezes por dia. Como 100% de nós outros, cada um de vocês estará 100% sozinho na hora H. Como agora está, nesse breve momento entre partir, daí, e chegar, aqui. Agora, pra fora, vem cá, Marcello.”